Dicas para uma Condução Defensiva - ICONE

Blog

Dicas para uma Condução Defensiva

Condução Defensiva

Condução Defensiva

Partilhamos 7 dicas para si

O primeiro automóvel surgiu a 29 de Janeiro de 1886. Atualmente o volume mundial de automóveis é de, aproximadamente, 1.4 mil milhões. 

É fundamental que os automobilistas sigam as normas da estrada, todavia estas nem sempre asseguram uma condução livre de incidentes, cabe ao condutor adoptar um comportamento responsável e preventivo de forma a evitar situações graves.

Ser condutor é assumir, não só a responsabilidade pela nossa segurança, mas também por todos os que ocupam a via pública, sejam outros condutores, transeuntes e património edificado envolvente. Torna-se, portanto, essencial que adotemos uma condução defensiva para que o nosso papel seja cumprido de uma forma eficaz e eficiente.

Assim, deixamos algumas dicas que promovam uma condução responsável.

1º “Espere o inesperado”. Estar sempre atento e alerta. Os imprevistos acontecem, tanto na estrada como em diversos ambientes aos quais estamos expostos.

2º “Mantenha uma velocidade constante”. Quando a nossa velocidade é inconstante, caracterizada por alterações repentinas, aumentará o grau de imprevisibilidade, principalmente para outros condutores, o que se traduz num comportamento de risco. 

3º “Antecipe as ações de outros condutores”. Quando circular num veículo na via pública, mantenha-se atento ao comportamento dos outros condutores, repare se estes praticam uma condução defensiva ou se adoptam comportamentos de risco. Aumente a distância de segurança e adeqúe a sua condução de forma a prevenir possíveis incidentes. 

4º “Respeite os outros motoristas”. Situações desagradáveis estão constantemente a acontecer na estrada, evite situações de fúria e de má conduta, estatisticamente falando, o ato de desrespeito na estrada está entre as principais causas de acidentes, quer direta ou indiretamente. Seja um elemento apaziguador.

5º “Evite distrações e fique atento”. As distrações ao volante devem ser reduzidas a todo o custo, o condutor deverá manter um grau de atenção elevado e uma escuta ativa em todos os momentos. Um dos principais motivos para a distração ao volante é o telemóvel. Segundo informações retiradas do website circulaseguro.pt – “As autoridades portuguesas estão alarmadas para o facto do uso do telemóvel estar a ser um motivo forte para o aumento da mortalidade rodoviária nas nossas estradas.” É essencial que o foco esteja na estrada e nos eventos que se desenrolam na via pública, não só é uma responsabilidade como também um dever.

6º Conduza com cuidado redobrado quando está mau tempo. As adversidades climatéricas influenciam muito as condições do piso e da via em geral, seja por vento forte, chuvas, degelo, neve, entre outros que acabam por diminuir o atrito dos rodados com a via, promovendo também para o surgimento de obstáculos variados. Nestas condições é essencial que a velocidade seja drasticamente reduzida, de forma a aumentar o tempo de reação em caso de imprevisibilidades e de perda de tração.

“Não faça suposições sobre as intenções dos outros condutores”. Para uma condução defensiva, deveremos estar atentos, cautelosos e antecipar comportamentos dos outros condutores, contudo não poderemos supor os seus comportamentos quando estes não se demonstram ou estão visíveis. Muitos acidentes acontecem pelo facto de supormos que o condutor vai fazer alguma ação específica, essas suposições, quando infundadas são muito perigosas e podem levar a um incidente grave.

Lembre-se que somos responsáveis pelas nossas vidas e pelas vidas de todos os intervenientes na via pública, adoptar uma condução defensiva reduz significativamente as probabilidades de uma viagem tranquila e sem desfechos negativos.

Fonte: Cartrack.pt

Jorge Matias
Formador, Comunicação e Inovação ICONE
Licenciado em Turismo

Partilhe conhecimento!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *